Todos os clubes que Ingressarem na Superliga estarão fora de FIFA 22, disse o presidente da FA Italia

Os 12 clubes que buscam uma Superliga Européia (ESL) escreveram àaUEFA e à FIFA para alertar que uma ação legal já está sendo iniciada para impedi-los de tomar medidas para interromper os planos de uma competição independente.

No domingo, os clubes fizeram uma declaração conjunta para anunciar que concordaram em formar uma nova Superliga Europeia.

A liga será governada por seus clubes fundadores, que são: AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, ​​Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham Hotspur.

Os clubes afirmam que mais três times devem se juntar “antes da temporada inaugural” e “a necessidade de fornecer jogos de maior qualidade e recursos financeiros adicionais para a pirâmide do futebol em geral” é o motivo por trás de seus planos.

Os clubes da Super League enviaram uma carta ao presidente da FIFA, Gianno Infantino, e ao colega da UEFA, Aleksander Ceferin, informando que a ESL já foi subscrita por um financiamento de £ 3,5 Bilhões de uma instituição financeira.

O banco de investimentos JP Morgan disse que está financiando a nova competição separatista.

Com isso, a partir de FIFA 22, a série EA Sports FIFA da Electronic Arts perderão todos os times da Super League Clubs, e todos os novos que forem ingressar estarão de fora da franquia como um todo.

Roger

Grande fã de jogos e filmes. Sou apaixonado pelas franquias GTA e The Witcher, as quais considero minhas favoritas, porém também sou um grande fã das sagas Resident Evil e Minecraft.