Análise | Rift Adventure - Gaming Lab

Análise | Rift Adventure

O que Ă© Rift Adventure?

Rift Adventure Ă© um jogo 100% brasileiro desenvolvido pelo estĂşdio GameBrew Studio e publicado pela QUByte Interactive. Trata-se de um jogo de plataforma 2D de ação e aventura com elementos de RPG e estilo pixel art retrĂ´ que busca educar e conscientizar jovens, adolescentes e tambĂ©m jogadores saudosistas a respeito de imposto, educação fiscal, cidadania e de causa e consequĂŞncia de suas ações.

HistĂłria e Gameplay:

Em Rift Adventure controlamos Askius e seu companheiro felino Krinis, a história começa quando nosso parceiro e amigo mais próximo Krinis é sequestrado por um espírito maligno do submundo, neste momento, é hora de prepara-se e partir para aventura. Logo em seguida, chegamos a uma cidade central, essa cidade central tem uma variedade de serviços, incluindo um curandeiro, uma loja de alimentos, um ferreiro e um vendedor do mercado negro.

Assim que chegamos somos bem recepcionados pelo prefeito da cidade, a cidade vai subindo de nível conforme progredimos no game, conforme o tempo passa, a vila enfrenta ataques de monstros que reduzirão o nível da cidade se não forem derrotados. Apenas defendendo a cidade e seus habitantes será possível salvar nosso companheiro e como dito, progredir ativamente no jogo. Vale ressaltar, que temos todo o suporte necessário para progredir no jogo disponível na cidade.

Existem 5 níveis de ascensão da cidade e dificilmente faz alguma diferença usar o mercado negro, a menos que haja um no meio de uma masmorra. Embora os ataques a cidade sejam uma luta intensa que adiciona profundidade à história e ao jogo, não haverá muito motivo para estresse se a vila descer de nível.

Análise | Rift Adventure - Gaming Lab
(Imagem/captura de tela – Gaming Lab)

O jogo vai além de um simples hack and slash onde devemos apenas explorar masmorras. Ele destaca-se pelo sistema de níveis da cidade de Fanny. Conforme Askius e, eventualmente, Krinis exploram os níveis, seus espólios são devolvidos a cidade com a venda de pedras preciosas e através de impostos coletados em suas compras. Quando a economia está boa, seus produtos são vendidos a preços melhores e novos produtos aparecem à medida que a cidade evolui economicamente.

Algo que eu não poderia deixar de destacar em minha análise é que Rift Adventure traz um equilíbrio perfeito em certos aspectos, o jogo não é muito difícil, nem muito fácil, nem muito longo, nem muito curto, apenas o necessário para uma excelente e genuína experiência hack and slash.

A gameplay do jogo é simples e fácil de entender quando somos apresentados à cidade e seus habitantes. É importante usar as lojas e vendedores disponíveis como o curandeiro, o ferreiro e o restaurante, que oferecem benefícios como armas, restauração de vida e compra de alimentos aos quais podemos e devemos levar para as masmorras.

Análise | Rift Adventure - Gaming Lab
(Imagem/captura de tela – Gaming Lab)

Dificuldade e Design:

Enquanto a gameplay e os controles são de fácil entendimento, o real desafio do jogo é apresentado no combate contra os inimigos e design de cada masmorra. O combate em Rift Adventure é extremamente equilibrado e prazeroso. Em alguns momentos o jogo peca por apresentar desafios relativamente grandes sem oferecer checkpoints nas fases. Você se vê re-jogando algumas fases várias vezes, porém há uma curva interessante aliada com elementos souls-lite que mantém a experiência agradável.

Podemos utilizar a agilidade de Askius para evitar perigos e inimigos, ela Ă© especialmente Ăştil porque atacar por trás causa dano extra. NĂŁo enfrentei grandes dificuldades para derrotar nenhum chefe do jogo, como eu disse, foi uma jogatina extremamente equilibrada. O design dos inimigos e chefes Ă© um dos pontos positivos de Rift Adventure, tudo Ă© muito bem feito e organizado dentro de cada masmorra. Ao todo, Rift Adventure possui mais de 18 leveis com 8 chefões diferentes cada um com seu nĂ­vel de dificuldade.

Análise | Rift Adventure - Gaming Lab
(Imagem/captura de tela – Gaming Lab)

Análise Final:

Para finalizar, posso afirmar que o jogo é indiscutivelmente divertido e impressiona com seu estilo pixel art retrô extremamente bem feito. Ponto forte para as lutas contras os chefes, o level design cativante, a troca entre personagens jogáveis e a interação com a cidade é feita de maneira dinâmica e viva. Talvez o único ponto negativo seja à ausência de checkpoints nas fases, mas isso é algo que pode não incomodar quem procura por mais desafio durante o jogo. Rift Adventure é definitivamente mais uma grande obra da indústria brasileira de games.

Recomendado
Gráficos: 7/10
HistĂłria: 9/10
Jogabilidade: 
8/10
Efeitos sonoros: 7/10

Nota Geral: 8/10

Curtiu a Análise? Compre Rift Adventure nas principais lojas e serviços digitais: Steam, PS4 e PS5, Xbox One e Series X | S e Nintendo Switch.

*Esse jogo foi concedido de forma gratuita para análise pela QUByte Interactive.