Análise | The Long Dark

Análise | The Long Dark

Desenvolvido e publicado pela Hinterland Studio, The Long Dark é um game de sobrevivência que nos apresenta o lado hostil dos ambientes remotos de climas gélidos em que suas maiores preocupações serão a sua temperatura corporal, fome, sede, animais selvagens como lobos e alces. Você é colocado em um espaço em que sua única companhia será você mesmo.

Como mencionado, o jogo foi desenvolvido pela Hinterland Studio, lançado em 22 de setembro de 2014, para PS4, Xbox One e PC. Porém, o mesmo conta com atualizações, um modo história e sobrevivência. Tive o prazer da jogatina graças ao Xbox Game Pass e pretendo comprar o game permanentemente para minha conta.

(Imagem/Divulgação – Hinterland Studio)

Gráficos

The Long Dark possui lindos traços que combinam perfeitamente com o cenário de neve do game, não sendo muito focado em realismo, mas ainda sim, sem perder a beleza da natureza. As cutscenes possuem belíssimas artes que se assemelham a pinturas feitas em quadros. A sensação de isolamento que essa atmosfera gráfica de The Long Dark nos passa é impressionante, a luta por sobrevivência, a cautela que você deve tomar antes agir, a ambientação, tudo isso junto faz uma peça única deste jogo. 

(Imagem/Divulgação – Hinterland Studio)

Músicas e efeitos sonoros

O áudio de The Long Dark é ótimo e bem elaborado, ao ponto de influenciar suas emoções e sensações, além de possuir um papel importantíssimo no jogo em sua parte de feedback não visual. Outra coisa que ajuda muito é o fato do personagem sempre falar sozinho, indicando estados fisiológicos e psíquicos do personagem. O voice-over é muito bem executado e te passa a emoção necessária para cada momento do jogo.

Falando de geral, o que mais me agradou no áudio é o detalhamento e capricho com que os efeitos sonoros foram tratados. As ambiências são bastante dinâmicas e te dizem muito sobre o que está acontecendo. É relaxante parar no meio de uma colina fria e ficar somente ouvindo a sua respiração, o vento, as folhas se mexendo, os uivos distantes e observar o belíssimo ambiente rico em detalhes.

(Imagem/Divulgação – Hinterland Studio)

História

Existem dois modos de jogo, o modo história e o modo sandbox ou sobrevivência. No modo história, acompanhamos a jornada de um piloto de avião, que ao fazer uma viagem com sua companheira, acaba sofrendo um acidente. O piloto sobrevive, mas fica perdido em uma área remota coberta de neve e deve procurar por sua companheira, e seguindo seu caminho, ele encontra uma vila semiabandonada.

Sobrevivência

Podemos considerar o modo sobrevivência como o principal modo do game que foca justamente em ficar vivo no maior tempo possível, tendo como objetivo a coleta de recursos e administração do sistema de temperatura, fome, sede e cansaço. A ordem dos objetivos é escolhida por nós mesmos, como jogadores devemos usar os itens de forma estratégica para que não falte nenhum recurso.

(Imagem/gameplay – Gaming Lab)

Gameplay

The Long Dark possui os clássicos sistemas de craft, fome, sede e cansaço. Com o principal entre eles sendo o sistema de temperatura, que não é tão comum em jogos de sobrevivência, mas é um fator de suma importância na experiência do jogador. O clima muda totalmente nossa situação durante a gameplay, uma nevasca, por exemplo, te obriga a procurar um abrigo próximo para acender uma fogueira e se esconder do frio.

A exploração também é outra parte importante na jornada. O game é repleto de casas abandonadas com recursos que o jogador deve administrar e escolher bem os quais ele deve levar consigo e quais ele precisa deixar no local (para buscar futuramente). Nesse contexto entra também o sistema de peso, que deixa o jogador lento ao carregar muitos itens, podendo até mesmo causar ferimentos como torções no tornozelo, te obrigando a usar itens de cura para evitar a lentidão causada pelo machucado.

O jogador conta com uma “roda de itens rápidos”, para que de forma dinâmica, seja possível usar os itens de cura, bebidas, comidas e outros, sem necessidade de abrir o inventário. Porém, isso não significa que o inventário seja desorganizado, pelo contrário! O mesmo é separado entre categorias como itens, crafts, roupas e missões (apenas modo campanha).

(Imagem/Divulgação – Hinterland Studio)

Extras

The Long Dark nos dá uma sensação de incerteza, você não sabe quanto tempo conseguirá sobreviver no mesmo local, nem se seus recursos serão suficientes para se mudar de área e procurar novos ambientes em busca de mais itens, visto que no game não existe o sistema de construção, o jogador deve encontrar casas ou postos de gasolina abandonados e usa-los como lar provisório. A falta dessa mecânica de construir casas seria facilmente considerada negativa, mas em The Long Dark, ela causa ao jogador uma imersão maior ainda, pois, você não tem um “lar doce lar” para chamar seu, tendo que usar apenas o que lhe foi dado de forma cuidadosa. Com uma mistura de simples com complexo, você certamente se encontrará pesquisando tutorias e dicas para sobreviver por mais tempo e ter uma jogatina melhor.

Conclusões

Por ser um game que foca em sobreviver no frio, confesso que não chamou muito a minha atenção, mas após eu jogar e ver que eu estava errado resolvi fazer essa review para convidar você a jogar também. Não importa se você curta ou não games de sobrevivência, eu altamente recomendo que você teste pelo menos uma vez na vida a experiência de The Long Dark, tenho certeza que você não irá se arrepender. A junção de sobrevivência em um ambiente remoto combinado com a exclusividade de detalhes do game irá te impressionar.

Recomendado

Gráficos: 7.5/10
História: 6.5/10
Jogabilidade: 9/10
Efeitos sonoros: 10/10
Extras: 10/10


Nota Geral: 8.6/10